Maracatu Nação

 

O Maracatu Nação surgiu durante o período escravocrata, provavelmente entre os séculos XVII e XVIII, onde hoje é o Estado de Pernambuco, principalmente nas cidades de Recife, Olinda e Igarassu (que, antigamente, abrangia também o que  hoje são os municípios de Itapissuma, Abreu e Lima e Itamaracá).

 

Os grupos de Maracatu Nação também conhecidos pelo nome de Maracatu de Baque Virado têm origem nas coroações de rainhas e reis negros denominados Reis do Congo. Os rituais das Nações Africanas eram realizados durante os festejos em homenagem a Nossa Senhora do Rosário, em outubro.

 

Fortemente ligadas às religiões de matriz africana, em especial, o Candomblé, as Nações mais "tradicionais" encontram nos símbolos, cânticos, danças, indumentárias e adereços estreitas relações com os orixás e outras entidades. É uma manifestação artística de modelo europeu e espírito africano, num movimento de luta, resistência e preservação das práticas culturais afro-brasileiras.

 

Cada maracatu tem uma batida ou baque próprio. O instrumental do brinquedo, composto de tarol, caixa de guerra, mineiro, agbê, gonguê e alfaias (tambores confeccionados com madeira), também varia em número e tipo, e é comandado pelo Mestre de Apito.

 

Instrumentos do Loop:

Caixa de Guerra, Tarol, Mineiro, Xequerê, Gonguê, Alfaia e Agogô

BPMs:

O que vem no Pacote Produtor:

Maracatu Nação - Pacote Produtor

R$ 50,00Preço